Greve de Ônibus

Rodízio de veículos é suspenso na capital paulista

A suspensão se deu em razão da greve de motoristas e cobradores de ônibus em São Paulo nesta terça-feira (14).

rodizio-de-veiculos-e-suspenso-na-capital-paulista
Pra caminhões, o rodízio segue normalmente (Créditos: Rodrigo Paiva/Getty Images)

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito e da Companhia de Engenharia de Tráfego, comunicou que o rodízio municipal de veículos está suspenso nesta terça-feira (14), em razão da greve de motoristas e cobradores de ônibus na capital paulista.

Publicidade

Para veículos “pesados”, como caminhões, o rodízio de placas e as demais restrições como Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) e a Zona de Máxima Restrição ao Fretamento (ZMRF), seguem valendo normalmente.

De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), as faixas exclusiva e corredores de ônibus ficam liberados para circulação de carros de passeio durante a manhã. Além disso, informou que mantém o monitoramento constante em ruas e avenidas da cidade, visando manter as condições de fluidez das vias.

A categoria promoveu a paralização dos ônibus devido a negativa do aumento salarial, de 12,47%, com retroativo a partir de maio. Além disso, desejam também que o reajuste seja aplicado ao vale-refeição e à Participação nos Lucros e Resultados (PLR). A previsão é que greve dure 24h.

Segundo a SPTrans, 15 empresas de ônibus estão operação paralisada, enquanto 12 operam normalmente. Além disso, a empresa afirma que o sindicato não cumpriu a determinação judicial de funcionamento de 80% da frota de ônibus, em horário de pico, e que irá cobrar autuação de multa.

Publicidade

Publicidade