ONU diz que mais de 600 mil pessoas já deixaram a Ucrânia

A fila de refugiados esperando uma oportunidade de entrar na Romênia chegam a 20 quilômetros de comprimento, de acordo com a agência da ONU

ONU diz que mais de 600 mil pessoas já deixaram a Ucrânia
A maioria das pessoas que já fugiram do país foram para a Polônia, Hungria, Moldávia, Romênia, Eslováquia, enquanto outros foram em direção a outros países europeus (Créditos: Sean Gallup/Getty Images)

Foi informado pela a Agência das Nações Unidas para Refugiados (ANCUR) que foram mais de 660 mil pessoas que já fugiram da guerra da Ucrânia, que entrou no seu sexto dia de conflito com a Rússia nesta terça-feira (1).

Publicidade

De acordo com um comunicado divulgado pela ANCUR, a maioria das pessoas que já fugiram do país foram para a Polônia, Hungria, Moldávia, Romênia, Eslováquia, enquanto outros foram em direção a outros países europeus. Um grande número de pessoas também se mudaram para a Rússia.

A fila de refugiados esperando uma oportunidade de entrar na Romênia chegam a 20 quilômetros de comprimento, de acordo com a agência da ONU. Já a espera para passar pela fronteira com a Polônia é de 60 horas.

Em uma reunião virtual que aconteceu em Genebra, o Filippo Grandi, o alto comissário da ONU para refugiados, disse que nunca viu um êxodo de pessoas tão rápido quanto esses em 40 anos de trabalho.

“A situação está se movendo tão rapidamente e os níveis de risco são tão altos agora, que é impossível distribuir a ajuda do modo que os ucranianos precisam desesperadamente”, disse Grandi em um trecho do discurso publicado no site da CNN Internacional.

Publicidade

Polônia recebeu 350 mil ucranianos

A grande maioria das pessoas que estão fugindo do conflito, têm ido se refugiar na Polônia, país que faz fronteira com a Ucrânia a oeste. Cerca de 350.000 refugiados entraram no país vindo da Ucrânia. O número foi atualizado pelo Maciej Wasik, vice-ministro do Interior polonês, durante uma entrevista à emissora pública Polskie Radio 1. Os comentários foram reproduzidos pela agência Reuters.

Reino Unido quer receber refugiados

Boris Johnson, primeiro-ministro britânico, durante uma visita À Varsóvia, capital da Polônia, se ofereceu para receber 200 mil refugiados no Reino Unido. Segundo a agência Reuters, o premiê fez alertas sobre a crescente crise humanitária desencadeada pela guerra na Ucrânia.

Ele também prometeu até 220 milhões de libras em ajuda humanitária e de emergência para a Ucrânia. O exército britânico colocou à disposição 1.000 soldados para ajudar nos países vizinho à Ucrânia, como Polônia, também segundo informou a Reuters.

Publicidade

“De acordo com o Alto Comissariado da ONU para Refugiados, mais de 660.000 pessoas fugiram do conflito na Ucrânia para buscar refúgio em países vizinhos. A grande maioria dos refugiados está na Polônia, enquanto mais de 90.000 chegaram à Hungria.”

Publicidade