remuneração

Ranking mostra profissões com melhores salários no Brasil

O levantamento, conduzido pela pesquisadora Ana Tereza Pires, destaca as áreas que oferecem os maiores salários para profissionais com ensino superior

O levantamento, conduzido pela pesquisadora Ana Tereza Pires, destaca áreas que oferecem os maiores salários para profissionais com diploma
Ranking mostra profissões com melhores salários no Brasil – Crédito: Canva Fotos

De acordo com um ranking baseado no primeiro trimestre de 2024, Medicina, Engenharia, Geologia e Direito são as profissões mais bem remuneradas no Brasil. O levantamento, conduzido pela pesquisadora Ana Tereza Pires da consultoria IDados e publicado pela IstoÉ Dinheiro, destaca as áreas que oferecem os maiores salários para profissionais com ensino superior.

Publicidade

Confira a lista das 5 profissões com os maiores salários no Brasil:

  1. Médicos especialistas: R$ 15 mil
  2. Médicos gerais: R$ 12 mil
  3. Engenheiros mecânicos: R$ 12 mil
  4. Geólogos e Geofísicos: R$ 11,9 mil
  5. Profissionais em Direito (exceto advogados e juristas): R$ 11 mil

Uma surpresa no levantamento é a inclusão de professores universitários de instituições privadas, que ocupam a 10ª posição. “O boom do ensino superior valorizou os professores com mestrado e doutorado”, afirmou a pesquisadora Ana Tereza.

Piores salários

Apesar das profissões tradicionalmente bem remuneradas manterem suas posições no topo, a pesquisa revela novas tendências de altos salários emergentes, especialmente para professores universitários em instituições particulares.

Publicidade

As profissões com os menores salários incluem áreas ligadas à educação, saúde e serviços de cuidado, além de desenvolvedores de páginas de internet e multimídia, que apesar da alta demanda, ainda não atingiram salários elevados.

A pesquisa utilizou dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) do IBGE, analisando a média salarial de 67 ocupações que exigem diploma e excluindo profissões com menos de mil trabalhadores para garantir relevância estatística. Cargos que não exigem graduação, como diretores e gerentes, também foram desconsiderados.

O rendimento médio das pessoas ocupadas no país, considerando todos os níveis de escolaridade, foi de R$ 3.123 no primeiro trimestre de 2024, segundo o IBGE.

Publicidade

*texto sob supervisão de Tomaz Belluomini

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber grátis o Menu Executivo Perfil Brasil, com todo conteúdo, análises e a cobertura mais completa.

Grátis em sua caixa de entrada. Pode cancelar quando quiser.