Meu pai é um guerreiro, diz Edinho sobre batalha de Pelé contra câncer

Pelé, 81 anos, teve um tumor retirado do cólon em setembro de 2021 e tem entrado e saído regularmente do hospital para sessões de quimioterapia desde então

pele-recebe-alta-do-hospital-albert-einstein

O ex-goleiro Edinho, filho da lenda do futebol Pelé, assumiu o cargo de treinador interino do Londrina e o levou a uma vitória por 1 a 0 sobre o Cianorte pelo Campeonato Paranaense antes de tranquilizar os torcedores sobre a saúde de seu pai, dizendo que ele é um “guerreiro” e que está dando tudo de si na batalha contra o câncer.

Publicidade

Pelé, 81 anos, teve um tumor retirado do cólon em setembro de 2021 e tem entrado e saído regularmente do hospital para sessões de quimioterapia desde então.

Uma infecção urinária significou que sua última estadia no hospital foi mais longa do que planejado, mas o tricampeão mundial com a seleção brasileira está agora de volta a casa perto de Santos, a cidade e o clube onde ele fez seu nome.

“Está bem. Está em uma batalha dura pela saúde, mas meu pai é um guerreiro, como foi a vida toda. Continua batalhando. Nós da família só rezamos muito e torcemos para que ele possa se recuperar”, disse Edinho aos repórteres.

Edinho, que foi goleiro do Santos nos anos 1990, disse que não sabia se seu pai assistia à vitória de Londrina.

Publicidade

“Eu não tenho certeza. Ele teve alta há dois dias do hospital. Confesso que não posso afirmar. Mas ele vai ficar sabendo assim que eu entrar ali e comunicar. Vamos torcer para que ele, acima de tudo, se recupere o mais rápido possível”, disse Edinho.

Edinho, 51 anos, é o treinador sub-20 de Londrina, mas assumiu a equipe profissional temporariamente para o jogo de domingo (6).

Espera-se que ele volte às suas funções normais na próxima semana com a chegada de um novo treinador ao time principal.

Publicidade

* É proibida a reprodução deste conteúdo.

(Agência Brasil)

Publicidade