Título sul-americano feminino sub-17 coloca Simone Jatobá na história

Ela se tornou a primeira técnica a liderar uma equipe nacional do país a uma conquista continental

titulo-sul-americano-feminino-sub-17-coloca-simone-jatoba-na-historia
A treinadora assumiu a equipe sub-17 em agosto de 2019 (Crédito: Agência Brasil)

A paranaense Simone Jatobá, de 41 anos, escreveu o nome na história do futebol brasileiro no último sábado (19), ao levar a seleção feminina sub-17 ao título do Campeonato Sul-Americano da categoria, em Montevidéu (Uruguai). Ela se tornou a primeira técnica a liderar uma equipe nacional do país a uma conquista continental.

Publicidade

“Primeiramente, eu não estava nem buscando isso, estava buscando realmente o título e a evolução da equipe. Fico muito feliz com isso. É extremamente importante para o nosso país e para as mulheres, mas também para a seleção brasileira e as atletas”, comemorou Simone.

A treinadora assumiu a equipe sub-17 em agosto de 2019, mas ainda não a tinha dirigido oficialmente, devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que adiou várias competições entre 2020 e 2021. O Sul-Americano foi o primeiro desafio dela à frente da seleção feminina.

As comandadas da técnica paranaense sacramentaram o título ao derrotarem a Colômbia por 1 a 0 no estádio Charrúa. O gol saiu no segundo tempo, com participação de duas atletas da Ferroviária. Aos 30 minutos, Aline disparou pelo meio e rolou na diagonal para a também atacante Rhaissa. Auxiliada pelo desvio da bola na marcação colombiana, a camisa 19 invadiu a área e tocou na saída da goleira para decretar a vitória brasileira.

“Foi muito gratificante ter entrado, fiquei concentrada observando o jogo quando estava no banco e entrei focada para ajudar a minha equipe. Quando eu fiz o gol, não teve explicação, fiquei muito feliz por te contribuído e ajudado”, disse Rhaissa.

Publicidade

O triunfo levou o Brasil a nove pontos em três partidas no quadrangular final, três à frente da própria Colômbia. O empate já seria suficiente para as brasileiras, que estavam à frente pelo saldo de gols antes da última rodada. A equipe ainda assegurou lugar no Mundial sub-17, que será realizado entre 11 e 30 de outubro, na Índia. As colombianas e o Chile (terceiro colocado no Sul-Americano) também se classificaram.

O Brasil chegou ao quarto título no Sul-Americano Feminino sub-17, alcançando-o com 100% de aproveitamento (os anteriores foram em 2010, 2012 e 2018). Foram sete vitórias em sete jogos, com 33 gols marcados e nenhum sofrido. A atacante Jhonson, do Toledo-PR, terminou a competição como artilheira, com nove gols.

(Agência Brasil)

Publicidade