Estados Unidos

Admirador de Hitler é condenado por invasão ao Capitólio

A defesa do condenado reconhece que seu cliente fez comentários “feios e infantis”, porém atribuiu a sua conduta a uma educação difícil e uma vida distante de seus pais.

Admirador de Hitler é condenado por invasão ao Capitólio
Timothy Louis Hale-Cusanelli caracterizado de Hitler (Crédito: Reprodução/NBC News)

Um homem admirador de Hitler, que esteve na invasão ao Capitólio em janeiro de 2021, foi condenado a quatro anos de prisão pela Justiça dos Estados Unidos. Timothy Louis Hale-Cusanelli, de 32 anos, também recebeu uma multa e terá que desembolsar aproximadamente 10 mil reais.

Publicidade

Conforme informações do jornal The New York Times e do Departamento de Justiça dos EUA, o réu trabalhava como segurança em um porto de New Jersey quando se juntou aos manifestantes para invadir o Capitólio, movimento que tentou impedir a vitória eleitoral do presidente Joe Biden sobre o ex-presidente Donald Trump.

Segundo as investigações, o admirador de Hitler foi um dos primeiros manifestantes a entrar no prédio, logo após o começo da invasão. Timothy ofendeu policiais do Capitólio enquanto afirmava que uma “revolução” estava chegando. O agora condenado permaneceu dentro do prédio invadido por aproximadamente 40 minutos.

O juiz Trevor N. McFadden, ao emitir a sentença, afirmou que o caso de Timothy se destacou por uma “motivação racista e antissemita”. O mesmo juiz ainda disse que as ações do invasor são um retrato de “profunda hostilidade e insensibilidade” em relação às minorias étnicas e religiosas, e serviram como um incentivo ao recente aumento de ataques antissemitas nos EUA.

A defesa do condenado reconhece que seu cliente fez comentários “feios e infantis”, porém atribuiu a sua conduta a uma educação difícil e uma vida distante de seus pais.

Publicidade

Publicidade