"IRADO"

Trump sabia que apoiadores estavam armados e incentivou entrada no Capitólio, diz ex-assessora

Ainda de acordo com o depoimento de Hutchinson, Trump teria gritado com os agentes que faziam a sua segurança.

Trump sabia que apoiadores estavam armados e incentivou entrada no Capitólio, diz ex-assessora
Trump, no dia da invasão, fez um discurso pedindo a seus apoiadores que fossem até o Capitólio (Crédito: Mark Wilson/Getty Images)

Num depoimento dado à comissão da Câmara dos Estados Unidos que apura a entrada no Capitólio por apoiadores armados de Donald Trump, uma ex-assessora da Casa Branca, Cassey Hutchinson, trouxe informações dos bastidores do dia do fato, 6 de janeiro de 2021.

Publicidade

Neste dia da invasão ao Capitólio, prédio do Congresso dos Estados Unidos, o ex-presidente estadunidense tentou ir até o local, e ficou irritado com o serviço secreto americano quando descobriu que não estava liberado para ir devido ao risco que corria por conta de seus apoiadores estarem armados.

“Eu escutei o presidente dizer algo como ‘eu não ligo que eles tenham armas, eles não estão aqui para me ferir. Levem as mer*** de magnetômetros [detectores de metal] embora. Deixem meu povo entrar, eles podem marchar para o Capitólio daqui'”, disse a ex-assessora.

Ainda de acordo com o depoimento de Hutchinson, Trump teria gritado com os agentes que faziam a sua segurança:

“Eu sou a po*** do presidente. Leve-me até o Capitólio agora!”

Publicidade

Cassidy Hutchinson, no mesmo depoimento, disse que também soube de histórias em que Trump tentava alcançar o volante de sua limusine presidencial para alterar a rota em direção ao Congresso dos EUA, enquanto segurava o motorista com o outro braço.

“Estendeu a mão em direção à frente do veículo para agarrar o volante e usou a outra mão para atacar Engel [o motorista].”

 

Publicidade

 

 

Publicidade