Alemanha registra recorde de mortes por Covid-19 desde fevereiro

Um total de 69.601 infecções novas foram registradas, 2.415 a mais do que o mesmo período da semana passada

Alemanha registra recorde de mortes por Covid-19 desde fevereiro
O país tem até o momento, apenas 69,1% de toda a população vacinada (Créditos: Andreas Rentz/Getty Images)

O maior número diário de mortes por Covid-19 foi registrado nesta quarta-feira (8) na Alemanha desde fevereiro, no momento que luta para conter a quarta onda da pandemia. Segundo o Instituto de Doenças Infecciosas Robert Koch, foram contabilizados 527 óbitos em apenas 24 horas, aumentando o total a 104.047.

Publicidade

Um total de 69.601 infecções novas foram registradas, 2.415 a mais do que o mesmo período da semana passada.

O país tem até o momento, apenas 69,1% de toda a população vacinada.

A Alemanha concordou na semana passada em permitir o acesso das pessoas não vacinadas em apenas comércios essenciais, como mercados, farmácias e padarias, e a acelerar a campanha de vacinação.

Novo Chanceler eleito

O social-democrata Olaf Scholz foi eleito hoje a chanceler, depois de dois meses e meio das eleições da Alemanha. Estão assumindo o novo governo alemão em um momento muito delicado, com a quarta onda da pandemia pressionando o sistema de saúde de vários estados do país e com muitos recordes de novas infecções causadas pela Covid.

Publicidade

Karl Lauterbach, deputado e epidemiologista, foi nomeado ministro da Saúde. Ele se tornou uma pessoa muito conhecida durante a pandemia, defendia a vacinação e a imposição de lockdowns em muitas entrevistas. Lauterbach defende tomar a vacina obrigatória e diminuir ainda mais a abertura para os não vacinados.

Scholz já disse ser a favor de se tornar obrigatório, e o novo governo deve começar a colocar a exigência para trabalhadores da área da saúde e funcionários de lares de idosos, que até março deverão estar totalmente vacinados. A pandemia “vai exigir toda a nossa força e energia”, afirmou o novo chanceler.