Alexei Navalny, opositor russo, é condenado a 9 anos de prisão

Ele cumprirá a pena em uma “colônia penal de regime severo”, o que significa que suas condições de detenção se tornarão mais rígidas

alexei-navalny-opositor-russo-e-condenado-a-9-anos-de-prisao
Protestos pela liberdade de Alexei Navalny em 2021 (Créditos: Omer Messinger/Getty Images)

Alexei Navalny, opositor russo, foi condenado nesta terça-feira (22) a novo anos de prisão por “fraude” e “desacato”, segundo jornalistas da AFP presentes na audiência. Ele cumprirá a pena em uma “colônia penal de regime severo”, o que significa que suas condições de detenção se tornarão mais rígidas.

Publicidade

De acordo com o portal Uol, a juíza Margarita Kotova acrescentou a esta sentença um ano e meio de liberdade condicional e uma multa de 1,2 milhão de rublos. O valor equivale a R$ 54 mil no câmbio atual.

Navalny acredita que as acusações feitas são fictícias e que foram ordenadas pelo Kremlin, para mantê-lo na prisão o maior tempo possível. Na semana passada, o Ministério Público solicitou que a pena de dois anos e meio que Navalny cumpre há pouco mais de um ano, fosse aumentada para 13 anos de prisão.

O ex-advogado é julgado desde fevereiro em um tribunal improvisado dentro da colônia penitenciária a 100 km ao leste de Moscou, onde ele cumpre a pena. Nesta última audiência, ele compareceu com o uniforme de presidiário e com o rosto abatido.

“Navalny cometeu uma fraude, o roubo da propriedade de outras pessoas por parte de um grupo organizado”, disse Kotova. Ainda, afirmou que o réu “demosntrou falta de respeito no tribunal, insultando um juiz”. Em uma sala de imprensa instalada na colônia penitenciária, mais de 100 jornalistas acompanharam a transmissão da audiência.

Publicidade