Rumores

Após rumores, ministro russo nega que Vladimir Putin esteja doente

O chefe da inteligência militar da Ucrânia, o major-general Kyrylo Budanov, afirmou recentemente que Putin “está em condições psicológicas e físicas muito ruins e está muito doente”.

apos-rumores-ministro-russo-nega-que-vladimir-putin-esteja-doente
Vladimir Putin (Créditos: Ian Walton/Getty Images)

O ministro das Relações Exteriores, Sergey Lavrov, negou que o presente russo Vladimir Putin esteja doente, após um rumor circular nas redes sociais que ele estaria com uma condição de saúde debilitada.

Publicidade

Lavrov foi questionado sobre o assunto ao dar entrevista à emissora francesa TF1 e prontamente afastou a hipótese. “Você sabe, o presidente Putin aparece em público todos os dias. Você pode vê-lo nas telas de TV, ler seus discursos, ouvir seus discursos”, disse o ministro. “Não acho que qualquer pessoa sã possa ver nesta pessoa sinais de algum tipo de doença ou enfermidade. Deixo isso na consciência daqueles que espalham tais rumores”, completou ele.

Segundo o portal Uol, dentre as fontes dos boatos está Christopher Steele, espião britânico que escreveu um dossiê sobre os negócios de Donald Trump na Rússia. Em entrevista recente, ele afirmou que fontes informaram a ele que Putin está gravemente doente. “Certamente, pelo que estamos ouvindo de fontes na Rússia e em outros lugares, Putin está, de fato, seriamente doente”, disse ele. “Não está claro exatamente o que é essa doença —se é incurável ou terminal, ou qualquer outra coisa”, completou.

O chefe da inteligência militar da Ucrânia, o major-general Kyrylo Budanov, afirmou recentemente que Putin “está em condições psicológicas e físicas muito ruins e está muito doente”.

Publicidade

Entenda o conflito

No dia 24 e fevereiro, o governo russo invadiu a Ucrânia e bombardeou regiões do país. Após várias ameaças, Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Um dos motivos desta invasão é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente, sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.

 

Publicidade