Condolências Internacionais

Autoridades brasileiras lamentam morte de rainha Elizabeth II

O presidente do Senado e dois presidenciáveis prestaram suas homenagens à rainha.

Autoridades brasileiras lamentam morte de rainha Elizabeth II
A rainha Elizabeth II teve o reinado mais longevo da história do Reino Unido (Crédito: Sion Touhig/Getty Images)

A morte da rainha Elizabeth II, nesta quinta-feira (8), gerou uma enorme repercussão ao redor do mundo. Autoridades e candidatos à Presidência da República do Brasil lamentaram a morte e prestaram suas homenagens. Elizabeth II morreu aos 96 anos, em sua residência de férias, o Castelo de Balmoral, na Escócia.

Publicidade

Os presidenciáveis Ciro Gomes (PDT), Jair Bolsonaro (PL) e Simone Tebet (MDB) utilizaram suas redes sociais para enviarem suas homenagens à rainha.

O candidato pedetista Ciro Gomes destacou a força da rainha e desejou paz:

“Com a morte da Rainha Elizabeth II se fecha um ciclo da monarquia britânica e se abrem as portas da história para uma mulher que foi um símbolo de superação, sacrifício pessoal e devotamento à causa de uma nação. Que ela descanse, merecidamente, em paz.”

A senadora e também candidata à Presidência da República do Brasil, Simone Tebet, utilizou suas redes sociais para reforçar seu respeito pela trajetória de Elizabeth II:

Publicidade

“A rainha Elizabeth II é exemplo de liderança feminina que, ao longo de décadas, serviu como ponto de equilíbrio de uma nação poderosa como o Reino Unido.”

O candidato à reeleição Jair Bolsonaro disse que Elizabeth II não foi apenas rainha dos britânicos, “mas uma rainha para todos nós”:

“É com grande pesar e comoção que o Brasil recebe a notícia do falecimento de Sua Majestade a Rainha Elizabeth II, uma mulher extraordinária e singular, cujo exemplo de liderança, de humildade e de amor à pátria seguirá inspirando a nós e ao mundo inteiro até o fim dos tempos.”

Publicidade

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD), também lamentou a morte da rainha Elizabeth II e disse que a monarca foi “um exemplo estadista”:

“Aos 96 anos, e mais de 70 anos de reinado, Elizabeth II vivenciou alguns dos momentos mais importantes da história da humanidade. Cumpriu seu papel constitucional com louvor e foi um exemplo de estadista. Em nome do Congresso Nacional brasileiro, presto condolências à família e a todo o povo do Reino Unido”, escreveu.

 

Publicidade