rumo à descriminalização

Biden anuncia perdão a condenados por posse de maconha

O perdão de Biden representa um passo importante rumo à descriminalização da maconha nos EUA.

Biden anuncia perdão a condenados por posse de maconha
Joe Biden, 46º presidente dos Estados Unidos (Crédito: Chip Somodevilla/Getty Images)

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, divulgou nesta quinta-feira (6) um perdão para todas as pessoas que tenham uma condenação federal por posse simples de maconha. Quase sete mil pessoas condenadas serão beneficiadas pelo indulto.

Publicidade

A medida é uma promessa de campanha do presidente, que garantiu que ia “limpar a ficha” de condenados pela posse de maconha no país. O perdão de Biden representa um passo importante rumo à descriminalização da maconha nos EUA e inicia um processo para afrouxar a classificação federal sobre a planta.

Além dos quase sete mil beneficiados pelo país, a ação de Biden também afetará milhares de condenados no Distrito de Columbia, onde fica a capital Washington. O chefe do Executivo estadunidense também fez um apelo para que os governadores também emitam indultos semelhantes para os condenados sob as leis estaduais, que são a grande maioria no país.

“O governo federal atualmente classifica a maconha como uma substância de ‘Programa 1’ [o mesmo que heroína e LSD], mais grave que o fentanil. Isso não faz sentido. (…) Passagens criminais por porte de maconha também impuseram barreiras desnecessárias ao emprego, moradia e oportunidades educacionais. E enquanto pessoas brancas, pretas e pardas usam maconha em taxas semelhantes, pessoas negras e pardas foram presas, processadas e condenadas em taxas desproporcionais”, disse Biden.

Publicidade

 

 

 

Publicidade

 

 

Publicidade