massacre em supermercado

Biden pede união contra ‘veneno da supremacia branca’ em visita a Buffalo

Além de classificar o ocorrido como ”terrorismo doméstico”, Biden ressaltou que que “o ódio não vai prevalecer”.

biden-pede-uniao-contra-veneno-da-supremacia-branca-em-visita-a-buffalo
O presidente dos EUA, Joe Biden (Crédito: Mario Tama/Getty Images)

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta terça-feira (17) que o povo norte-americano deve se unir para combater o ”veneno” da supremacia branca. A declaração do democrata ocorre em meio a sua visita à cidade de Buffalo, no estado de Nova York, palco de um massacre com motivação racial que deixou dez pessoas mortas e outras três feridas.

Publicidade

No sábado (14), Payton Gendron, de apenas 18 anos, atirou contra pessoas que estavam em um supermercado, numa ação transmitida ao vivo pela internet, ambiente no qual também publicou um manifesto para justificar o ataque, baseado em teorias racistas, como a de que os negros estariam tomando o lugar dos brancos na sociedade.

Além de classificar o ocorrido como ”terrorismo doméstico”, Biden ressaltou que que “o ódio não vai prevalecer”. “A supremacia branca não dará a palavra final. Foi um ataque racista, transmitido ao vivo para o mundo. O que aconteceu aqui foi terrorismo, terrorismo doméstico”, disse o líder norte-americano.

“A supremacia branca é um veneno correndo pelo nosso corpo político e que tem crescido na frente dos nossos olhos”, afirmou Biden. “Temos que dizer claramente que a ideologia da supremacia branca não tem lugar na América. É hora de pessoas de todas as raças e de todas as origens tomarem a voz como a maioria da América e rejeitarem a supremacia branca. Essas ações que vimos nesses ataques cheios de ódio representam a visão de uma minoria. Não podemos deixar elas destruírem a alma da América.”

Em seu twitter, o líder americano reforçou seu apoio a comunidade de Buffalo: ”Jill [esposa de Biden] e eu estamos em Buffalo para apoiar a comunidade e sofrer com as famílias. Como nação, devemos encontrar propósito para viver uma vida digna daqueles que perdemos. Devemos resolver que da tragédia virá a esperança, a luz e a vida.”

Publicidade

Publicidade

 

 

Publicidade