DIPLOMACIA DO PANDA

China oferece dois pandas gigantes ao Catar antes da Copa do Mundo

Animais passarão a viver em zoológicos do país depois que aterrissarem e simbolizam a amizade.

Seleção chinesa não se classificou para a Copa (Créditos: Tomohiro Ohsumi/Getty Images)

O embaixador da China no Catar, Zhou Jian, anunciou que os pandas Suhail e Soraya chegarão ao país anfitrião da Copa do Mundo no próximo mês. A ação é um presente de Beijing para firmar a amizade com o governo de Doha.

Publicidade

De acordo com a Al Jazeera, o governo da China também está tentando aproveitar a Copa do Mundo no Catar para se reaproximar do mundo ocidental através da “diplomacia dos pandas”. Depois do início da guerra entre Rússia e Ucrânia, na qual os chineses estão se mantendo neutros e contrários a adotar sanções, e da tensão com Taiwan, o governo da China tem se encontrado numa situação isolada do ocidente.

Os nomes dos pandas também, são simbólicos. Suhail é o nome de uma das estrelas mais brilhantes que podem ser observadas do Golfo Pérsico, região onde se localiza o Catar, enquanto Soraya é o nome árabe para as Plêiades, uma formação de estrelas citada no Corão. A mídia local já está divulgando a chegada nos animais e chamando a população para vê-los em zoológicos.

Os animais serão transportados dentro de um caixote de segurança até um avião na China, de onde serão levados por ar até o Catar. A “diplomacia do panda” é uma prática tradicional chinesa de demonstrar amizade com outros países. Em 2017, a Alemanha também recebeu dois pandas de presente da China como sinal de aproximação. Os animais hoje vivem em zoológicos.

Publicidade