bilionário nega

Elon Musk é acusado de assédio sexual

Musk teria assediado uma comissária de bordo em 2016 durante uma viagem em um jato particular.

elon-musk-acuscao-assedio
(Crédito: Hannibal Hanschke-Pool/Getty Images)

O bilionário sul-africano Elon Musk, presidente-executivo da Tesla e fundador da SpaceX, desembarcou no Brasil em meio às acusações de que teria assediado uma comissária de bordo em um jato particular em 2016. Musk classificou como “totalmente falsas” as alegações da reportagem do site Business Insider. O veículo publicou ainda que a SpaceX pagou US$ 250 mil (o equivalente a R$ 1,2 milhão) em 2018 para encerrar a acusação.

Publicidade

No Twitter, o bilionário se defendeu das acusações. Ele afirma que deseja comprar por US$ 44 bilhões a rede social e que a matéria pretende atrapalhar as negociações.

Publicidade

A reportagem citava uma pessoa anônima, que dizia ser amiga da comissária de bordo.