Ex-presidente da África do Sul, Jacob Zuma volta para a prisão por decisão da justiça

A decisão de conceder liberdade condicional a Zuma foi “declarada ilegal e descartada”, disse Elias Matojane, juiz da Alta Corte, em decisão

Ex-presidente da África do Sul, Jacob Zuma volta para a prisão por decisão da justiça
Jacob Zuma, de 79 anos, em julho foi preso para cumprir uma pena de 15 meses de prisão (Créditos: Peter Foley – Pool/Getty Images)

Foi ordenado nesta quarta-feira (15), por um tribunal sul-africano que o ex-presidente Jacob Zuma volte para a prisão, anulando a liberdade condicional de cumprir a pena em domicílio que tinha sido dada à ele em setembro.

Publicidade

A decisão de conceder liberdade condicional a Zuma foi “declarada ilegal e descartada”, disse Elias Matojane, juiz da Alta Corte, em decisão. O ex-presidente ainda pode recorrer ao veredito.

Por se recusar a comparecer em uma comissão de inquérito sobre suspeitas de corrupção do Estado no período em que estava na presidência do país de (2009 a 1018), Jacob Zuma, de 79 anos, em julho foi preso para cumprir uma pena de 15 meses de prisão.

A detenção de Zuma, causou uma onda de violência sem precedentes na África do Sul, deixando mais de 350 mortos. 

O presidente atual do país sul-africano, Cyril Ramaphosa, descreveu os distúrbios como uma tentativa orquestrada de desestabilizar o país.

Publicidade

Em 5 de setembro, Zuma obteve sua liberdade condicional por razões médicas, por mais que não tenham sido informadas as causas exatas da decisão.

“O Departamento de Serviços Correcionais diz que o ex-comissário nacional de Serviços Correcionais Arthur Fraser seguiu os relatórios médicos submetidos a ele antes de tomar a decisão de libertar o ex-presidente #JacobZuma em liberdade condicional médica. NM”