Em Pleno Natal

Homem é acusado de traição por invadir castelo da rainha Elizabeth II

Jaswant Singh Chail, de 20 anos, foi preso no Castelo de Windsor portando uma arma que atirava flechas.

Homem é acusado de traição por invadir castelo da rainha Elizabeth II
Rainha Elizabeth II posa para foto natalina dois dias antes da invasão (Crédito: Victoria Jones – Pool/Getty Images)

Jaswant Singh Chail, de 20 anos, foi acusado na Lei de Traição do Reino Unido, nesta terça-feira (2), por invadir o Castelo de Windsor, residência da rainha Elizabeth II, durante a comemoração do Natal de 2021. Natural de Southampton, no sul da Inglaterra, Chail foi pego portando uma arma que atira flechas dentro do castelo.

Publicidade

Apesar de Jaswant Chail dizer que entrou apenas com a intenção de “alarmar” a rainha, a polícia antiterrorista investigou o caso e o acusou de fazer ameaças de morte, portar uma arma ofensiva e mais uma ocorrência dentro da Lei de Traição de 1842.

A Lei de Traição, na seção 2, prevê a punição por “descarregar ou apontar armas de fogo, ou lançar ou usar qualquer material ou arma ofensiva, com a intenção de ferir ou alarmar Sua Majestade”.

Agora, Chail aguarda julgamento e comparecerá ao Tribunal de Magistrados de Westminster, em Londres, no dia 17 de agosto.

Geralmente, a rainha costuma passar seu Natal na fazenda de Sandringham, em Nortfolk, cerca de 160 quilômetros de Londres. Porém, com o avanço da pandemia em seu país, Elizabeth II mudou a tradição e ficou no Castelo de Windsor.

Publicidade

Publicidade

 

 

Publicidade