AJUDA AO VIZINHO

Lula aciona Petrobras para socorrer Milei e evitar colapso energético na Argentina

O Brasil decidiu apoiar o país vizinho, na compra de gás natural da Petrobras, mesmo com a ausência de diálogo entre os dois presidentes

Lula aciona Petrobras para socorrer Milei e evitar colapso energético na Argentina
Os presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Javier Milei – Créditos: Reprodução

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva tomou uma medida significativa para ajudar Javier Milei, mandatário da Argentina em meio a uma grave crise energética. O Brasil decidiu apoiar o país vizinho, na compra de gás natural da Petrobras, mesmo com a ausência de diálogo entre os dois presidentes.

Publicidade

Essa intervenção ocorre em um momento crítico para a Argentina, que enfrenta dificuldades para garantir o fornecimento de energia essencial para a população e a indústria.

Razões do governo Lula em ajudar a Argentina

O apoio brasileiro inclui a flexibilização das condições de pagamento e a facilitação das negociações entre a Petrobras e as autoridades argentinas.

Segundo fontes do governo, a decisão de Lula visa não apenas fortalecer os laços diplomáticos entre os dois países, mas também garantir a estabilidade energética na região, que é fundamental para o crescimento econômico e social.

A Argentina tem enfrentado sérios desafios econômicos e financeiros, agravados por uma crise energética que ameaça o funcionamento de serviços básicos e a produção industrial.

Publicidade

A falta de gás natural, em particular, tem sido um dos principais problemas, afetando tanto o consumo doméstico quanto o industrial. A colaboração com o Brasil, portanto, surge como uma tábua de salvação para o governo de Milei.

Porta-voz de Milei agradece

Nesta quinta-feira (30), o porta-voz da Casa Rosada, Manuel Adorni, elogiou a articulação entre os países para destravar o problema e afirmou que “é preciso agradecer a Petrobras”.

“Temos que saber ser agradecidos e reconhecer quando as coisas saem bem. É uma questão muito sensível, de certa gravidade com os setores que tinham que se abastecer com gás, a rapidez que houve para solucionar o problema com a famosa carta de crédito. Quando estamos contentes com essas questões, num momento tão crítico, é bom mencionar e agradecer”, disse.

Publicidade

 

Publicidade

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber grátis o Menu Executivo Perfil Brasil, com todo conteúdo, análises e a cobertura mais completa.

Grátis em sua caixa de entrada. Pode cancelar quando quiser.