150 bilhões de libras

Morte de Elizabeth II paralisa pacote britânico contra crise energética

A primeira-ministra do Reino Unido, Liz Truss, apresentou ao Parlamento um plano de 150 bilhões de libras para ajudar a população a lidar com a alta nos custos de energia.

morte-da-rainha-elizabeth-ii-paralisa-pacote-britanico-contra-crise-energetica
Parlamento britânico (Créditos: Kirsty Wigglesworth – WPA Pool/Getty Images)

Com a morte da rainha Elizabeth II, todos os assuntos a serem tratados pelo Parlamento britânico estarão suspensos por 10 dias. O rito do funeral real prevê que o caixão com o corpo da monarca fique exposto nas casas do Parlamento por três dias.

Publicidade

O ritual funerário de Elizabeth II não ocorre em um momento muito oportuno para a política britânica, já que a primeira-ministra do Reino Unido, Liz Truss, apresentou ao Parlamento um plano de 150 bilhões de libras ajudar a população a lidar com a alta nos custos de energia, provocada pela invasão da Rússia à Ucrânia.

O pacote de auxílio também inclui um projeto para aumentar a produção interna de petróleo e gás — incluindo o uso do método de fraturamento hidráulico para gás de xisto — e mudanças no mercado de energia. Uma “garantia de preço de energia” limita as médias anuais das contas domésticas de energia a 2,5 mil libras nos próximos dois anos.

A enorme intervenção do governo pretende criar um ambiente mais favorável no país até 2024, quando acontecem as próximas eleições gerais no país. O governo pretende financiar o pacote por meio de empréstimos, em vez de pedir às empresas de energia que contribuam com impostos mais altos – uma política defendida pela oposição trabalhista e pela União Europeia.

Publicidade

 

 

Publicidade