Nicolas Sarkozy, ex-presidente da França, declara voto em Macron

Macron venceu o primeiro turno das eleições francesas e disputará o segundo turno em 24 de abril com Marine Le Pen

nicolas-sarkozy-ex-presidente-da-franca-declara-voto-em-macron
O ex-presidente da França, Nicolas Sarkozy (Crédito: Sean Gallup/Getty Images)

O ex-presidente da França, Nicolas Sarkozy, anunciou nesta terça-feira (12) que votará em Emmanuel Macron no segundo turno das eleições presidenciais do país. Sarkozy justificou seu voto dizendo que, em meio ao contexto atual de crise internacional, a experiência de Macron é ”necessária” para a França.

Publicidade

“Votarei em Macron porque acredito que ele tem a experiência necessária diante de uma grave crise internacional que é mais complexa do que nunca; porque seu projeto econômico coloca a promoção do trabalho no centro de todas as suas prioridades; porque seu compromisso europeu é claro e inequívoco”, escreveu Sarkozy em seu Facebook.

Publicidade

Sarkozy era criticado por alguns integrantes do partido Republicano por não se posicionar na eleição deste ano. A candidata de sua sigla, Valérie Pécresse, teve menos de 5% dos votos. Ela foi ministra de Sarkozy e buscou durante meses o apoio público do ex-chefe de Estado.

Pécresse também declarou voto em Macron, mas o partido se limitou a pedir aos eleitores que não votem em Le Pen, a mesma posição defendida pelo líder da esquerda radical, Jean-Luc Mélénchon, que teve 22% dos votos.

Segundo turno

Emannuel Macron venceu o primeiro turno das eleições francesas e disputará o segundo turno em 24 de abril com Marine Le Pen, candidatada da extrema-direita. A votação que ocorreu no domingo (10) foi marcada pela alta abstenção de 25,16%.

Publicidade