Forte aliado de Castillo

Primeiro-ministro do Peru renuncia o cargo por “razões pessoais”

Até o momento, o presidente peruano não se pronunciou a respeito da renúncia de Torres e não disse quando será nomeado o substituto. 

Primeiro-ministro do Peru renuncia o cargo por "razões pessoais"
Ex-primeiro-ministro do Peru, Anibal Torres (Crédito: Reprodução/ Redes Sociais)

Anibal Torres, primeiro-ministro do Peru, renunciou inesperadamente na manhã desta quarta-feira (03). Torres fez uma publicação em sua conta do Twitter dizendo que sua renúncia se deve a “razões pessoais”. O ex-primeiro-ministro era visto como um forte aliado do atual presidente, Pedro Castillo.

Publicidade

“Em comunicado informo…”

Diante das crescentes investigações criminais contra Castillo, Torres deixou o cargo de primeiro-ministro e agradeceu ao público por depositarem confiança em sua personalidade. De acordo com ele, chegou o momento de voltar para a universidade junto com seus alunos e alunas.

Publicidade

No entanto, o presidente peruano precisará nomear seu quinto primeiro-ministro desde que assumiu o cargo. Castillo é alvo de cinco investigações criminais. De acordo com as informações divulgadas pela CNN, duas dessas apurações procuram saber se ele pertence a uma “organização criminosa“.

O atual presidente peruano assumiu o cargo no ano passado com um partido marxista-leninista. Ainda de acordo com a CNN, assim que Castillo assumiu a presidência, os investidores ficaram assustados, porém, desde o momento ele deu uma guinada pragmática e moderada. O principal Ministério da Economia foi mantido.  

Até o momento, Castillo não se pronunciou a respeito da renúncia de Anibal Torres e nem disse quando será nomeado o outro substituto. 

Publicidade





 

Publicidade