Putin diz que reconhecerá áreas independentes de separatistas na Ucrânia

Luhank e Donetsk foram reconhecidas pelo líder russo

putin-proibe-protestos

O presidente russo, Vladimir Putin, anunciou nesta segunda-feira (21) que reconhece duas regiões separatistas russas da Ucrânia, Luhank e Donetsk.

Publicidade

Em uma forte mensagem na TV, Putin alegou que as terras ancestrais do leste ucraniano são russas. Disse ainda que a Ucrânia moderna é uma invenção da União Soviética. “A Ucrânia é parte integrante da nossa história”, afirmou.

Putin também afirmou que a Ucrânia não foi capaz de formar um estado sólido desde o fim da URSS e, por isso, depende de países estrangeiros como os EUA. Segundo ele, o governo ucraniano é um regime fantoche do Ocidente e está buscando criar armas nucleares.

Segundo o líder russo, se a Ucrânia fazer parte da Otan, o país servirá de base de ataques contra a Rússia. ”O vizinho vem sendo inundado de armas estrangeiras”, alegou.

Especialistas afirmam que o movimento de Putin pode inflamar ainda mais as tensões entre Rússia e Ucrânia. Mesmo com diversas afirmações de líderes ocidentais de que a Rússia planeja invadir a Ucrânia, o Kremlin nega qualquer plano de invasão e acusa o Ocidente de histeria.

Publicidade

Ao mesmo tempo, também nesta segunda, militares russos disseram que tropas e guardas de fronteira impediram um grupo de violar a fronteira da Rússia a partir do território da Ucrânia, e que cinco pessoas foram mortas.

A Ucrânia negou as informações sobre as mortes e acrescentou que nenhuma força ucraniana estava presente na região de Rostov, onde o incidente teria ocorrido.

Tradução do post oficial do Kremlin no Twitter: “‘A Rússia fez e está fazendo esforços para resolver todos os assuntos pacificamente.” O Conselho de Segurança realizou uma reunião no Kremlin”’

Publicidade