Quarta rodada de negociações entre Rússia e Ucrânia é interrompida pela 2ª vez

A Ucrânia informou que as negociações com os russos continuarão amanhã

quarta-rodada-de-negociacoes-entre-russia-e-ucrania-e-interrompida-pela-2ª-vez
Uma bandeira ucraniana voa no lado ucraniano na fronteira de Korczowa em 02 de março de 2022 perto de Korczowa, Polônia. (Crédito: Sean Gallup/Getty Images)

A quarta rodada de negociações entre a Ucrânia e a Rússia foi interrompida pela segunda vez seguida nesta terça-feira (15). O conselheiro presidencial e negociador da Ucrânia, Mykhailo Podolyak, afirmou que as conversas com os russos são um processo “muito difícil e viscoso”.

Publicidade

No entanto, o representante ucraniano considerou que “certamente há espaço para compromisso”. Podolyak disse que as negociações com os russos continuarão amanhã, e que existem “contradições fundamentais” entre as duas partes.

Mais cedo, Mykhailo disse que a reunião com a delegação da Rússia teria como principais pautas a regulamentação geral, um possível cessar-fogo e acordos para a retirada de tropas da Rússia do território ucraniano. Ontem, o encontro já havia sido paralisado para uma “pausa técnica”.

As conversas entre representantes dos dois países foram classificadas como “difíceis” pelo presidente ucraniano Volodymyr Zelensky. As reuniões têm como foco principal alcançar um possível cessar-fogo.

Publicidade

Os russos querem que a Ucrânia mude sua Constituição para resguardar neutralidade (fora da Otan), além de considerar Crimeia como território russo e reconhecer as repúblicas separatistas de Donetsk e Luhansk como territórios independentes.

Entenda a invasão da Rússia na Ucrânia

O presidente Vladimir Putin ordenou uma invasão na Ucrânia, na quinta-feira (24). Desde então, o exército russo faz ofensivas por terra, ar e mar contra pontos estratégicos ucranianos, incluindo a capital Kiev e Kharkiv, segunda maior cidade do país.

Militares russos também conquistam terreno no sul da Ucrânia. Pelo menos uma cidade portuária, Kherson, já foi tomada por eles.

Publicidade

Um dos fatores que desencadeou o conflito foi a possibilidade da Ucrânia entrar na OTAN, aliança militar do Ocidente. Uma das demandas da Rússia nas negociações sobre a guerra é que a Ucrânia se comprometa a nunca entrar na OTAN e na União Europeia. Moscou também exige que Kiev reconheça a independência das regiões separatistas de Donetsk e Luhansk, no leste ucraniano, e que a Crimeia faz parte da Rússia.

Putin argumenta que está realizando uma “operação especial” para proteger os russos que vivem em território ucraniano. Ao mesmo tempo, Putin também diz que a Ucrânia está sob controle estrangeiro e que não merece ser um país independente.

Publicidade