SANÇÕES À RÚSSIA

“Rússia não pode ser isolada do resto do mundo”, diz Putin

Vladimir Putin diz que país reagirá com “novas soluções de maneira inteligente” ao isolamento.

Kremlin vai apostar mais no setor tecnológico doméstico (Créditos: Matt Dunham – WPA Pool /Getty Images)

Em reunião com líderes nacionais nesta segunda-feira (18), Vladimir Putin, presidente da Rússia, falou sobre a situação isolada que o país enfrenta. Para Putin, é impossível que a Rússia será totalmente segregada do resto do mundo.

Publicidade

Putin afirmou na conferência que as sanções, principalmente as das empresas de alta tecnologia, estão sendo um desafio para o país. “Não apenas as restrições, mas o fechamento quase completo do acesso a produtos estrangeiros de alta tecnologia está sendo deliberada e intencionalmente usado contra nosso país“, disse.

Em resposta à essa situação, o ministro das finanças russo, Anton Siluanov, declarou que o apoio ao desenvolvimento do setor tecnológico nacional será prioridade. Segundo Siluanov, o governo e a iniciativa privada russa irão trabalhar juntos em investimentos nessa área.

Esse tipo de soluções que estão sendo apresentadas fazem parte do que o líder russo chamou de “novas soluções de maneira inteligente“. De acordo com Putin, a Rússia não irá “desistir ou ficar em estado de desordem” por estar isolada, mas desenvolverá suas próprias empresas domésticas.

As sanções européias impostas à Rússia estão sendo realizadas desde fevereiro, quando a invasão da Ucrânia começou. Como resultado, a União Europeia diz que o país ao leste está sofrendo recessões, mas o bloco europeu também está enfrentando uma crise energética com a redução de importação do gás e diesel russo.

Publicidade