Conflito Rússia X Ucrânia

Rússia nega que irá declarar guerra contra a Ucrânia

Putin optou por chamar as ações da Rússia contra Ucrânia de “operação militar especial”.

russia-nega-que-ira-declarar-guerra-contra-a-ucrania
Presidente Vladimir Putin (Crédito: Matthew Stockman/Getty Images)

A Rússia rejeitou nesta quarta-feira (4) as conversas de que o presidente Vladimir Putin iria declarar guerra à Ucrânia em 9 de maio, quando o país russo comemora a vitória da União Soviética na Segunda Guerra Mundial. Desde o início do conflito, Putin optou por nomear as ações da Rússia contra Ucrânia como uma “operação militar especial”.

Publicidade

Políticos ocidentais e observadores da Rússia especularam que o presidente Putin poderia estar planejando em anunciar guerra ou até mesmo uma vitória. O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, questionado sobre as hipóteses, afirmou que as pessoas não deveriam ouvir isso, pois não há chances e “é um absurdo”.

De acordo com a CNN, Putin diz que a “operação militar” foi necessária porque os Estados Unidos usavam a Ucrânia para ameaçar a Rússia e, dessa forma, Moscou precisou se defender.

Conflito Rússia e Ucrânia

No dia 24 e fevereiro, o governo russo invadiu a Ucrânia e bombardeou regiões do país. Após várias ameaças, Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Um dos motivos desta invasão é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente, sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.

Publicidade

Nesta quarta-feira (4) o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden compartilhou que visitou a fábrica que está construindo mísseis que são enviados para Ucrânia. “Hoje, visitei uma fábrica da Lockheed Martin no Alabama que está construindo os mísseis Javelin que estamos enviando para a Ucrânia. As armas construídas aqui – agora nas mãos de heróis ucranianos – estão fazendo toda a diferença. Isso é algo de que todos podemos nos orgulhar.”