Conflito Rússia x Ucrânia

Ucrânia retomou mais de mil assentamentos russos, diz Zelensky

O líder ucraniano ressaltou que serviços essenciais estão sendo restabelecidos nas áreas recuperadas.

ucrania-retomou-mais-de-mil-assentamentos-russos-diz-zelensky
Volodymyr Zelensky (Crédito: Alexey Furman/Getty Images)

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse que seu país retomou seis assentamentos das forças russas na sexta-feira (13) e 1.015 desde o início do conflito em 24 de fevereiro. “Continuamos a restaurar os territórios desocupados da Ucrânia. Até hoje, 1.015 assentamentos foram desocupados, mais seis nas últimas 24 horas”, disse Zelensky.

Publicidade

Apesar do número exato de assentamentos conquistados, não se sabe o quanto de território esse avanço constitui. Entretanto, Zelensky delineou outros ganhos dos militares da Ucrânia nessas áreas: “devolvemos eletricidade, abastecimento de água, comunicações, transporte, serviços sociais para lá”. 

Ele também afirmou que “a libertação gradual da região de Kharkiv” prova que a Ucrânia “não deixará ninguém ao inimigo”. 

Ucrânia acusa Rússia de deportar mais de 210 mil crianças à força

A Ucrânia disse na sexta-feira (13) que a Rússia deportou à força mais de 210 mil crianças desde o início da invasão. A comissária de direitos humanos, Lyudmyla Denisova, afirmou que as crianças estão dentre os 1,2 milhão de ucranianos que foram deportados contra a vontade.

De acordo com a Reuters, o Kremlin não respondeu sobre as alegações de Denisova em relação ao alto número de deportados. Ainda segundo o jornal, durante uma entrevista Denisova comentou que a retirada das crianças priva o país do futuro. “Quando as nossas crianças nos são retiradas, destroem a sua identidade nacional e privam o nosso país do futuro. Eles ensinam nossos filhos lá, em russo, a história que [o presidente russo Vladimir] Putin contou a todos”.

Publicidade