Fale conosco

O que vc está procurando?

Mundo

O que esperar do governo de Olaf Scholz

O atual Ministro das Finanças da Alemanha, assumirá o poder no próximo mês

o-que-esperar-do-governo-de-olaf-scholz
Olaf Scholz (Crédito: Getty Images)

Depois da atual chancelar, Angela Merkel ficar 16 anos no poder, veremos pela frente o que esperar do governo de seu sucessor, Olaf Scholz. Após três dos principais partidos políticos da Alemanha apresentarem um novo governo de colisão, foi encerrada de forma formal o governo de Merkel. Com isso, o novo chanceler será o político de centro-esquerda, Olaf Sholz do Patido Social-democrata (SPD).

Segundo o que foi anunciado em Berlim nessa quarta-feira (24), o SPD chefiará uma colisão formada pelos Verdes e Pelo Partido Democrático Liberal, o FDP. O atual Ministro das Finanças da Alemanha, Sholz, assumirá o poder no próximo mês. Ele traz consigo, uma política adepta ao diálogo e apesar de ser de um partido oposto de Merkel, pode apresentar algumas semelhanças.

O vice-diretor do escritório da GMF em Berlim, Sudha David-Wilp disse à CNN que uma característica semelhante entre Sholz e Merkel é a preferência pelo centrismo. “Ela sempre governou do centro e acho que ele também tentará fazer isso, mas também dependerá, é claro, do que os partidos da coalizão exigirem”.

Olaf Scholz é um advogado, político alemão, atualmente Ministro das Finanças da Alemanha, mas que se tornará chanceler no próximo mês. Scholz já foi prefeito de Hamburgo de 2011 a 2018, e foi vice-líder do seu partido de 2009 a 2019. Como prefeito ele foi criticado em 2017 por ter lidado mal com algumas intercorrências que ocorreram durante a cúpula do G20 em Hamburgo.

O futuro chanceler se tornou um membro do SPD na década de 1970 e foi membro de Bundestag de 1998 a 2011. Ele havia servido o governo de Hamburgo sob o prefeito Ortwin Runde em 2001, antes da sua eleição como Secretário-geral do SPD em 2002. No dia 10 de agosto de 2020, foi a data que a liderança do SPD decidiu em nomear Scholz para ser o candidato do partido para o cargo de chanceler na Alemanha na eleição federal de 2021.

Mais em Perfil

Últimas Notícias