URNAS ELETRÔNICAS

Defesa pede acesso ao código-fonte das urnas ao TSE

Tribunal manteve seu posicionamento defendendo a credibilidade das urnas e informou que os códigos já foram abertos para testagem.

Quantidade de urnas para testagem antes das eleições foi multiplicada para garantir segurança do processo eleitoral (Créditos: José Cruz/Agência Brasil)

O Ministro da defesa, general Paulo Sérgio Nogueira, enviou na segunda-feira (1) um pedido ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) em que classifica como ‘urgentíssimo’ o acesso do governo ao código-fonte das urnas eletrônicas.

Publicidade

Além da solicitação de acesso, Nogueira enviou também uma carta ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin em que reforça pedidos de envios de informações técnicas sobre as urnas às forças armadas. O general disse que a falta de respostas de Fachin pode “prejudicar o desenvolvimento dos trabalhos da supracitada equipe quanto ao cumprimento das etapas de fiscalização previstas na Resolução do TSE.”

Ao TSE, o ministro da defesa pediu acesso ao código-fonte de cada sistema usado na apuração das urnas com urgência devido a proximidade das eleições. Em resposta o Tribunal afirmou que os códigos já foram abertos para consulta em outubro de 2021.

O TSE continua defendendo as testagens recentes das urnas, que foram realizadas junto a Universidade de São Paulo, e reafirmou sua eficácia.

O Tribunal também alegou que irá multiplicar por 6 as urnas que serão testadas nesse ano, descartando a necessidade da intervenção do exército nessa área.

Publicidade