PREÇO DA DEMOCRACIA

Exército vai receber R$83.8 milhões do TSE para ajudar nas eleições

Valor é o dobro do que foi repassado nas eleiões de 2018, que foi de R$54 milhões na época. Valor vai para segurança e logística.

Exército vai receber R$83,8 milhões do TSE para ajudar nas eleições
Exército e Marinha realizam papel de garantir segurança nos locais de votação (Créditos: Ministério da Defesa)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) irá repassar R$110.6 milhões do seu orçamento para as Forças Armadas por sua atuação nas eleições este ano, dos quais R$83.9 milhões serão do Exército. Aeronáutica e Marinha receberão R$14.8 e R$11.9 milhões respectivamente.

Publicidade

O pagamento sai do orçamento que foi passado ao TSE para 2022, que foi de R$2.454.302.642, do qual metade é destinado para a realização das eleições.

A fatia das Forças Armadas vem para financiar seu envolvimento no processo eleitoral. No caso do Exército, o TSE repassa, em todas as eleições, o valor equivalente ao que foi gasto com a logística (R$38,4 milhões este ano) e o emprego de tropas para a seguraça das cidades e locais de votação, a denominada Garantia de Votação e Apuração (R$45.3 milhões).

Apesar dos recentes conflitos entre os posicionamentos da Defesa, o pedaço do orçamento destinado à Forças Armadas é o dobro do de 2018 -R$54.9 milhões.

Já o valor passado para a Aeronáutica, de R$14.8 milhões, será quase todo destinado ao apoio logístico. Enquanto a parcela da Marinha se divide em R$6.7 milhões destinados à apoio logístico e R$5.2 milhões à segurança.

Publicidade