América Latina

Argentina confirma 1º caso de hepatite misteriosa em crianças

O que chama a atenção de médicos e especialistas é que casos de hepatite grave são incomuns em crianças.

(Crédito: Canva)

O primeiro caso de hepatite aguda grave de origem desconhecida da América Latina foi registrado nesta quinta-feira (05), na Argentina. A informação é do Ministério da Saúde do país. A doença foi detectada em um menino de 8 anos internado no Hospital das Crianças da cidade de Rosario, Santa Fé.

Publicidade

Esta hepatite causa icterícia, diarreia, vômitos e dores abdominais e, em casos graves, exige transplante de fígado. Segundo o relatório da OMS, a doença causou a morte de pelo menos quatro crianças dos 228 casos notificados até o dia 1º de maio. Grande parte dos casos foi relatada na Europa, em especial no Reino Unido. Lá, 74 crianças foram diagnosticadas com a doença.

O que chama a atenção de médicos e especialistas é que casos de hepatite grave, como os do surto atual, são incomuns em crianças. Além disso, os vírus típicos da hepatite não foram detectados em nenhum caso até agora, o que torna a origem misteriosa.

Notícias falsas têm atribuído o surgimento da doença à vacina contra a Covid-19.

 

Publicidade