‘Culpado será exemplarmente punido’, diz Queiroga sobre ataque hacker contra Ministério da Saúde

Em visita a Belo Horizonte, ministro afirmou que o governo está empenhado para que os dados voltem a ficar disponíveis “no mais curto prazo possível”

'Culpado será exemplarmente punido', diz Queiroga sobre ataque hacker contra Ministério da Saúde
Ministro da Saúde Marcelo Queiroga diz que hackers devem se exemplarmente punidos (Crédito: Andressa Anholete/Getty Images)

Marcelo Queiroga, disse nesta sexta-feira (10) que o ataque hacker no site do Ministério da Saúde e no aplicativo e na página do ConecteSUS foi uma “atitude criminosa” e que o “culpado será exemplarmente punido“. O ConecteSUS é uma plataforma que mostra comprovantes de vacinação contra a Covid-19

Publicidade

Queiroga afirmou também que o governo está empenhado para que os dados voltem a ficar disponíveis “no mais curto prazo possível”.

Segundo o Ministério da Saúde, foram comprometidos os seguintes sistemas:

  • e-SUS Notifica (sistema de notificação de casos de Covid)
  • Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI)
  • ConecteSUS
  • funcionalidades como a emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 e da Carteira Nacional de Vacinação Digital, que estão indisponíveis no momento.

Funcionalidades como a emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 e da Carteira Nacional de Vacinação Digital estão indisponíveis.

O “Lapsus$ Group” assumiu a autoria do ataque cibernético. Na madrugada, os sites do Ministério da Saúde e do ConecteSUS tinham a mensagem “nos contate caso queiram o retorno dos dados“. Mais tarde, as mensagens sumiram, mas as páginas seguem fora do ar, segundo G1.

Publicidade

A deputada Federal eleita por São Paulo, Joice Hasselmann relatou algumas críticas sobre o ocorrido em suas redes sociais:

”Nesta madrugada, o site do Ministério Saúde foi invadido, de novo! Em fev / 2021, um hacker, após ataque, até deixar mensagem alertando sobre a fragilidade do site. No dia 12/06/21, o site tb sofreu um apagão após Queiroga mudar as regras de notificação. São muitas ocorrências…”