Moradores de SP pedem alimentos em postos de saúde

43,4 milhões de brasileiros não possuem alimentos suficientes para as três principais refeições diárias

moradores-de-sp-pedem-alimentos-em-postos-de-saude
A fome aumentou no Brasil (Crédito: Ulet Ifansasti/ Getty Images)

Devido a situação econômica, moradores de São Paulo chegam a pedir alimentos em postos de saúde. Na segunda-feira (29), o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, confirmou à âncora da CNN, que moradores tem ido aos postos em busca de alimentos, já que não possuem o que comer em casa. Esse cenário, faz parte da desigualdade e problema da situação econômica do Brasil.

Publicidade

O Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar feito pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar, mostra que o problema atinge cerca de 116,8 milhões de brasileiros. Isso vem em decorrência de fome e insegurança alimentar.

A insegurança alimentar é quando a pessoa não tem acesso regular e permanente de alimentos em quantidade e qualidade suficiente para sobrevivência e isso significa uma violação de direitos. Além disso, também está relacionada a variedades que propõe diversos tipos de nutrientes, para que assim, não haja também uma insegurança nutricional, mesmo que exista acesso a alguns alimentos.

A fome e a insegurança nutricional são conceitos bastante próximos e as vezes acabam se misturando, já que estão relacionados a violação de um direito humano e a ausência de alimentos. A fome no Brasil avançou e atingiu em dois anos, mais nove milhões de pessoas.

Um levantamento recente da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan) mostra no total 19,1 milhões de cidadãos se enquadram neste perfil. O estudo foi realizado no ano passado. A entidade afirma também que com a pandemia do coronavírus, cerca de 116,8 milhões estão em algum grau de insegurança alimentar, seja leve, moderado ou grave.

Publicidade

Dentro dessa projeção, o inquérito mostra que 43,4 milhões de brasileiros não possuem alimentos suficientes para as três principais refeições diárias. Além disso, de acordo com a pesquisa, 19 milhões de brasileiros estão passando fome.

O Nordeste é a região que mais sofre com a situação. De acordo com o estudo, são quase 7,7 milhões de nordestinos que passam fome, dentro do que se considera grave insegurança alimentar. O estudo também aponta que em áreas rurais, os níveis de insegurança são piores.