Mostra antecipa comemoração de centenário da Semana de Arte Moderna

A visita à exposição é feita por meio de agendamento no site da Eventim. A entrada é gratuita

mostra-antecipa-comemoracao-de-centenario-da-semana-de-arte-moderna
(Crédito: Jaime Acioli)

Depois de uma passagem pelo Rio de Janeiro, a mostra Brasilidade Pós-Modernismo chega hoje (15) a São Paulo e fica aberta à visitação no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), na região central da capital paulista. A mostra poderá ser visitada até 7 de março de 2022.

Publicidade

Com curadoria de Tereza de Arruda, estarão expostas obras de 51 artistas brasileiros, entre eles, Adriana Varejão, Anna Bella Geiger, Arnaldo Antunes, Cildo Meireles, Ernesto Neto e Tunga, entre outros. A mostra abre um diálogo com a Semana de Arte Moderna de 1922, cujo centenário será celebrado em fevereiro do ano que vem.

“Esta exposição não é idealizada com o olhar histórico, mas sim focada na atualidade com obras produzidas a partir de meados da década de 1960 até o dia de hoje, sendo algumas inéditas, ou seja, já com um distanciamento histórico dos primórdios da modernidade brasileira”, descreveu Tereza de Arruda.

Serão apresentados desenhos, pinturas, fotografias, esculturas, instalações e novas mídias, que foram distribuídos em seis núcleos temáticos, chamados de Liberdade, Futuro, Identidade, Natureza, Estética e Poesia. No primeiro deles, Liberdade, a mostra vai refletir sobre as inquietações e questionamentos do colonialismo brasileiro do período de 1530 a 1822. Futuro, por sua vez, tem foco em Brasília e reúne, entre outras coisas, gravuras e desenhos dos arquitetos Lina Bo Bardi, Lúcio Costa e Oscar Niemeyer.

O núcleo Identidade investiga o chamado Brasil profundo e, o Natureza, alerta sobre o relacionamento do ser humano com a natureza. Já Estética reflete sobre movimentos culturais brasileiros, como a antropofagia. E, para finalizar, Poesia apresenta obras da poesia concreta.

Publicidade

Além da exposição, o CCBB São Paulo vai promover uma série de atividades gratuitas no Espaço de Convivência do Programa CCBB Educativo. A visita à exposição é feita por meio de agendamento no site da Eventim. A entrada é gratuita.

(Agência Brasil)

Publicidade