Anvisa

Navio com suspeita de varíola dos macacos na tripulação passa por desinfecção

Em nota, a Anvisa informou que o navio foi inspecionado nesta segunda-feira (8), em parceria com a vigilância epidemiológica local.

navio-com-suspeita-de-variola-dos-macacos-na-tripulacao-passa-por-desinfeccao
Porto de Santos (Créditos: Reprodução/Santos Port Authority)

O navio MV Captain, foi impedido de atracar no Porto de Santos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitário (Anvisa) por suspeita de varíola dos macacos entre os tripulantes. A embarcação foi inspecionada e passará por uma desinfecção.

Publicidade

Em nota, a Anvisa informou que o navio foi inspecionado nesta segunda-feira (8), em parceria com a vigilância epidemiológica local para avaliação da situação de saúde a bordo, após relato de três suspeitas de monkeypox, a varíola dos macacos.

“Após avaliação de todos os 19 tripulantes a bordo, foi determinada a limpeza e a desinfecção da embarcação”, diz comunicado da Anvisa.  “O protocolo vigente não prevê indicação de quarentena para embarcações com casos de monkeypox. A divulgação de resultados laboratoriais e situação de todos os casos suspeitos é de responsabilidade da Vigilância Epidemiológica local”, acrescenta a nota.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, o navio poderá operar após a conclusão da desinfecção, sem que haja necessidade de aguardar os resultados das amostras encaminhadas ao laboratório de referência para a realização da análise.

Publicidade