PSL foi o partido que mais perdeu filiados em 2021

Os partidos brasileiros perderam mais de meio milhão de adeptos em um ano

psl-foi-o-partido-que-mais-perdeu-filiados-em-2021
(Crédito: Antonio Augusto/Secom/TSE)

Segundo dados oficiais da Justiça Eleitoral, o PSL foi o partido que mais perdeu filiados em 2021. Entre dezembro de 2020 e novembro de 2021, o partido perdeu 386.085 adeptos.

Publicidade

Juntos, os partidos brasileiros perderam mais de meio milhão de filiados em um ano. O número de cidadãos formalmente vinculados a alguma das 36 legendas registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) caiu de 16.654.826 para 16.090.180.

O MDB, partido com maior maior número de correligionários do Brasil, também sofreu com a perda de filiados. Os registros oficiais apontam uma redução de 2.166.048 filiados em 2020 para 2.128.305 em 2021 — uma queda de 37.743 inscritos. Contudo, o MDB ainda contabiliza 13,227% do total de eleitores filiados hoje.

Os partidos que integram o ”centrão” também sofreram com a debandada de adeptos. O PL, legenda presidida pelo ex-deputado Valdemar da Costa Neto e que em novembro passou a abrigar Bolsonaro, viu seu contingente cair de 761.640 para 774.205 pessoas. Já o PP, perdeu 26.450 nomes, assim como o PTB, do ex-deputado federal Roberto Jefferson, que tem menos 26.558 inscritos em comparação ao ano passado.

Entretanto, o PT saltou de 1.544.532 filiados em 2020 para 1.607.225 em 2021. Gleisi Hoffmann (PT-PR), presidente da sigla, atribui o crescimento de 4,059% ao momento político pelo qual passa o país, a pouco menos de um ano da eleição presidencial.

Publicidade

”Lançamos este ano uma campanha de filiações ao PT que tem sido bem-sucedida, principalmente pelo resgate dos direitos políticos do presidente Lula. A expectativa em torno de sua candidatura está estimulando a participação política, especialmente da juventude e do povo mais pobre, que vê nele a esperança de mudar o país”, afirmou Gleisi em entrevista ao GLOBO.