Senador Alessandro Vieira deixa o Cidadania

Em nota, o político disse que a decisão foi tomada após um “rompimento do compromisso de renovação” por parte do partido

(Crédito: Reprodução/ Facebook)

O senador Alessandro Vieira, ex-pré-candidato à Presidência da República, pediu para se desfiliar do Cidadania. Ele usou a conta em uma rede social para informar sobre o pedido, na tarde deste sábado (12).

Publicidade

Com a medida, afirma Vieira, o presidente do partido “ostentará por 34 anos” o cargo, e a situação levou “à conclusão de que é absolutamente inviável a minha permanência como filiado do Cidadania”.

“Ingressei no Cidadania em dezembro de 2018, em um contexto de renovação política e modernização partidária, que foi materializado no estatuto, com vedação às reeleições infinitas e abertura para os novos movimentos sociais. A pretensão era justamente representar o anseio popular por um partido moderno e diverso”, diz.

“Ingressei no Cidadania em dezembro de 2018, em um contexto de renovação política e modernização partidária, que foi materializado no Estatuto, com vedação às reeleições infinitas e abertura para os novos movimentos sociais. A pretensão era justamente representar o anseio popular por um partido moderno e diverso”

Publicidade
Alessandro Vieira

De acordo com o site G1, Alessandro Vieira oficializou o pedido de desfiliação durante o Congresso Nacional do Cidadania, que acontece neste sábado (12), de forma virtual. A partir de agora, o processo é aberto para que a desfiliação aconteça formalmente.

Quando questionado sobre qual partido deve se filiar, Vieira disse que os próximos passos serão definidos juntamente com os parceiros da construção política em Brasília e em Sergipe.

Confira a entrevista exclusiva do Senador ao Grupo Perfil Brasil:

Publicidade