Thammy Miranda anuncia saída do PL após filiação de Bolsonaro ao partido

O vereador eleito em São Paulo disse que ele e a família já receberam ameaças do presidente

Thammy Miranda anuncia saída do PL após filiação de Bolsonaro ao partido
Thammy Miranda foi o nono mais votado para a Câmara Municipal com 43.321 votos (Crédito: Reprodução Redes Sociais/Thammy Miranda)

Após o presidente Jair Bolsonaro assinar sua filiação ao PL, o vereador de São Paulo Thammy Miranda anunciou que irá deixar a legenda, em um vídeo divulgado nesta terça-feira (30), em suas redes sociais.

Publicidade

O vereador, que foi o primeiro homem trans eleito para a Câmara Municipal de São Paulo, disse que não compartilha das mesmas ideias que Bolsonaro e que já sofreu ataques pessoas da família do presidente.

Com a ida do presidente para o Partido Liberal, do qual faço parte, estou dando entrada na minha desfiliação. Eu vou sair do partido. A gente tem ideias diferentes, além de que já sofri ataques pessoais de membros da família do presidente, inclusive contra o meu filho, quando ainda era um recém-nascido”, diz o vereador.

Apesar do anúncio antecipado, Thammy ainda não informou suas novas intenções partidárias e disse que seguirá fazendo seu trabalho como vereador.


Então, eu vou seguir fazendo meu trabalho pelo qual fui eleito, sem me preocupar com partido, mas de olho no que as pessoas precisam”, finalizou.

Publicidade

Confira o comunicado abaixo:

Transsexual, Thammy Miranda já foi alvo de críticas dos filhos do presidente Jair Bolsonaro. Em 2020, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) criticou a Natura pela campanha publicitária no Dia das Mães em que o vereador aparece ao lado da esposa.

Publicidade

Mulher como garoto propaganda do Dia dos Pais. Depois homem para o Dia das Mães… E quem falar o contrário já sabe né, é gado, é pessoa raivosa, discurso do ódio e fake news. Assim vão te calando e empurrando goela abaixo uma conduta totalmente atípica para padrões brasileiros“, disse.

Publicidade