TSE aprova junção do DEM com o PSL, que passam a formar o União Brasil

Somadas, as siglas compõem a maior bancada na Câmara dos Deputados

tse-aprova-juncao-do-dem-com-o-psl-que-passam-a-formar-o-uniao-brasil
O deputado federal, Luciano Bivar (PE), discursa durante congresso do União Brasil. (Crédito: Reprodução/Redes Sociais)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) aprovou nesta terça-feira (8) a fusão dos partidos DEM e PSL, que agora formam o partido União Brasil.

Publicidade

O TSE outorgou o registro e o estatuto da nova sigla. Com a decisão, o União Brasil poderá participar das eleições 2022 e o número do partido será 44.

A decisão foi tomada por unanimidade, a partir do voto do relator do caso, o ministro Edson Fachin. A partir dos documentos apresentados ao tribunal, Fachin concluiu que o procedimento de fusão respeitou os requisitos previstos na legislação. “De todo o procedimento que examinei e das razões que chegaram verifiquei o cumprimento de todos os requisitos necessários para a fusão de partidos políticos”, afirmou.

PSL e DEM já haviam aprovado em outubro a fusão entre os dois partidos. Faltava, no entanto, o aval do TSE para o registro formal da nova agremiação. Dirigentes do novo partido também já decidiram que o atual presidente do PSL Nacional, deputado Luciano Bivar (PE), deverá ser o primeiro presidente do União Brasil.

Somadas, as siglas compõem a maior bancada na Câmara dos Deputados. O DEM tem 26 deputados atualmente, e o PSL, 55. Com a junção, no entanto, parte desses 81 parlamentares deve deixar o partido e procurar nova filiação.

Publicidade

No Senado, se não houver baixas, o União Brasil terá sete senadores, cinco do DEM e dois do PSL.

Publicidade