Renúncia no Reino Unido

Boris Johnson renuncia à liderança de partido e deixará cargo de primeiro-ministro

Desde a última sexta-feira, Boris Johnson é pressionado para deixar a liderança do país, após uma crise em seu governo.

boris-johnson-renuncia-a-lideranca-de-partido-e-deixara-cargo-de-primeiro-ministro
Boris Johnson (Créditos: Getty Images)

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, renunciou à liderança do Partido Conservador nesta quinta-feira (7). Dessa forma, deixará o cargo de primeiro-ministro, ficando apenas como interino, até que um novo premiê seja escolhido.

Publicidade

Desde a última sexta-feira Boris Johnson é pressionado para deixar a lidernça do país, após uma crise em seu governo. Em decorrência da instabilidade, mais de 40 membros do partido e do governo de Johnson deixaram seus cargos, inclusive alguns de seus principais ministros.

O mais recente escândalo que provocou crise em seu governo foi a denúncia de um ex-funcionário do Ministério das Relações Exteriores, que acusou Johnson de mentir sobre um funcionário do partido com histórico de acusações de abuso. Segundo o ex-funcionário,  Johnson sabia da má-conduta antes de nomear Chris Pincher ao cargo no governo.

Muitos dos parlamentares que deixaram seus cargos disseram estar cada vez mais frustrados em defender, o que alguns dizem ser, um governo cheio de escândalos. Boris Johnson também se envolveu em polêmicas, após o premiê  promover festas no jardim da residência oficial de Downing Street, em Londres, durante o primeiro lockdown contra a Covid-19. O ex-primeiro-ministro britânico passa por desconfianças em seu partido desde janeiro desde ano, quando a polêmica foi divulgada.

Publicidade