'Partygate'

Boris Johnson vence moção de desconfiança e segue no cargo

O ‘Partygate’ envolveu festas em gabinetes do governo durante o lockdown na Inglaterra.

Boris Johnson vence moção de desconfiança e segue no cargo
Quando o escândalo veio à tona, Boris Johnson pediu desculpas aos parlamentares e à população britânica (Crédito: Dan Kitwood/Getty Images)

O parlamento britânico votou, nesta segunda-feira (6), uma moção de desconfiança que definiria se o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, permaneceria, ou não, ocupando o cargo. A votação aconteceu entre 14h e 16h no horário de Brasília.

Publicidade

A moção de desconfiança é votada para saber se os parlamentares britânicos confiam em Johnson, para que ele continue a liderar o governo. Com 211 votos para que permanecesse no cargo e 148 votos pedindo sua saída, Boris Johnson cumprirá seu mandato e não pode sofrer uma nova moção pelos próximos 12 meses.

O primeiro-ministro britânico teve sua confiabilidade contestada após o escândalo que ficou conhecido no Reino Unido como ‘Partygate’, em alusão ao famoso caso Watergate – que derrubou o então presidente estadunidense Richard Nixon em 1974. O ‘Partygate’ envolveu festas em gabinetes do governo durante o lockdown na Inglaterra. Na época, a população inglesa não estava autorizada a sair de casa para visitas e a maior aglomeração permitida era entre duas pessoas, ao ar livre e a dois metros de distância.

Publicidade