Debate entre Republicanos e Democratas

Controle de armas divide opiniões nos Estados Unidos

O massacre na escola de ensino fundamental, que deixou 19 alunos e duas professoras mortas, levantou o debate entre Democratas e Republicanos sobre a restrição de armamento nos estados.

Controle de armas divide opiniões nos Estados Unidos
Apelos de alguns governadores foram feitos para que o Congresso seguisse com aprovações referentes as restrições de armas (Crédito: Ronald Martinez/ Getty Images)

Com o massacre que ocorreu nessa terça-feira (24), em uma escola do ensino fundamental em Uvalde, Texas, que deixou 19 alunos e duas professoras mortas, o assunto sobre o controle de armas divide opiniões entre os políticos dos Estados Unidos. Apelos de alguns governadores foram feitos para que o Congresso seguisse com aprovações referentes as restrições de armas, segundo a AP News. Os republicanos inclusive pediram esforços para abordar saúde mental e reforço de proteção nas escolas.

Publicidade

Após a tragédia, Jay Inslee, governador de Washington, escreveu um post no Twitter listando medidas de controle de armas que o estado, controlado pelos democratas, adotou. “As ações falam mais alto do que pensamentos ou orações. Quer mostrar que você se importa com as crianças e nossas comunidades? Algumas ideias: Verificações de antecedentes universais; proibição de revistas de alta capacidade, armas fantasmas e estoques de colisão; responsabilidade de armazenamento inseguro. WA fez isso e muito mais. Sua vez, Congresso.”

Publicidade

De acordo com a AP News, o governador do Texas, Greg Abbott, foi um dos políticos que falou sobre os problemas de saúde entre os jovens e afirmou que em locais como Nova York e Califórnia, as leis mais duras sobre controle de armas são ineficazes. O deputado republicano do Tenesse, Jeremy Faison, postou em suas redes sociais sobre a necessidade de agentes de segurança nas escolas. Entretanto, não houve promessas sobre apresentar uma legislação do assunto no próximo ano. “Manter nossos filhos seguros não é uma opção. Entrei em contato com o Departamento de Educação. Devemos encontrar uma maneira de ter um agente em todas as nossas escolas. O mal existe e devemos proteger os inocentes dele.”

Publicidade

Parlamentares democratas fizeram um esforço nessa quarta-feira (25), na Pensilvânia, para proibir a posse, venda ou fabricação de armas de fogo semiautomáticas de alta capacidade. Mas, a tentativa foi falha segundo informações da AP News. O legislativo republicano do estado tem uma posição firme, e se opõe às restrições de armas.