escalada de tensão

Embaixada dos EUA na Rússia pede que cidadãos abandonem país imediatamente

O anúncio da embaixada americana ocorre após Putin convocar mais de 300 mil reservistas para lutar na guerra da Ucrânia.

embaixada-dos-eua-na-russia-pede-a-cidadaos-que-abandonem-pais-de-imediato-priorizar
Bandeira russa e norte-americana (Créditos: Daniel Carson/Getty Images)

O Departamento de Estado dos EUA pediu aos cidadãos norte-americanos que deixassem a Rússia imediatamente. O apelo foi publicado no site da Embaixada dos EUA na Rússia.

Publicidade

O Departamento afirma que a ação é necessária pois a Rússia “pode negar o reconhecimento da cidadania americana a indivíduos com dupla cidadania, negar-lhes acesso à assistência consular dos EUA, impedi-los de deixar a Rússia e recrutar indivíduos com dupla cidadania para o serviço militar”. 

Na última quarta-feira (28), o presidente da Rússia, Vladmir Putin, convocou mais de 300 mil reservistas para lutar na guerra da Ucrânia. O líder russo ainda disse que tem “uma variedade de armas de destruição, algumas mais modernas que a de países da Otan“, e que “sem dúvida vai usar todos os meios caso a integridade territorial da Rússia seja ameaçada”.

O comunicado também destaca que atualmente há um número limitado de voos da Rússia para outros países, e as passagens para as próximas datas podem não estar disponíveis, mas as fronteiras terrestres “ainda estão abertas”.

“Se você quiser deixar a Rússia, deve tomar medidas por conta própria o mais rápido possível”, diz o Departamento de Estado, alertando que a capacidade da Embaixada dos EUA de ajudar na saída é limitada.

Publicidade

O Departamento de Estado também recomenda fortemente que os cidadãos dos EUA evitem viajar para a Rússia e pede aos que estão atualmente na Federação Russa que evitem “qualquer protesto político ou social”.

 

Publicidade