Conflito Rússia X Ucrânia

EUA começam a treinar soldados ucranianos na Alemanha

A maior parte do treinamento será pela Guarda Nacional da Flórida que já treinava membros do exército ucraniano.

eua-comecam-a-treinar-soldados-ucranianos-na-alemanha
Soldados (Crédito: Sean Gallup/Getty Images)

Os Estados Unidos começaram a treinar os soldados ucranianos em instalações militares na Alemanha, segundo um anúncio do Departamento de Defesa. A maior parte do treinamento será pela Guarda Nacional da Flórida, que treinava membros do exército da Ucrânia, antes da invasão russa. O secretário de imprensa do Pentágono, John Kirby disse que a reunião da Guarda com os ucranianos foi muito importante, devido ao momento em que trabalhavam juntos.

Publicidade

De acordo com a CNN, Kirby disse a repórteres que “esses esforços se baseiam no treinamento inicial de artilharia que as forças da Ucrânia já receberam em outros lugares e também incluem treinamento nos sistemas de radar e veículos blindados que foram anunciados recentemente como parte dos pacotes de assistência à segurança”.

Kirby também afirmou, que a Alemanha é um dos locais usados ​​pelos americanos para treinar ucranianos fora da Ucrânia, pois existem mais três lugares que não foram divulgados.

Nessa quinta-feira (28), o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden afirmou que assinou um pedido de segurança crítica e assistência econômica e humanitária para ajudar a Ucrânia a continuar a combater a agressão de Putin em um momento crucial. “Precisamos desse projeto de lei para apoiar a Ucrânia em sua luta pela liberdade”.

Conflito Rússia e Ucrânia

No dia 24 e fevereiro, o governo russo invadiu a Ucrânia e bombardeou regiões do país. Após várias ameaças, Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Um dos motivos desta invasão é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

Publicidade

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente, sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.

Publicidade