foco em 2050

França lança plano de economia de energia para o inverno

Governo pretende eliminar “custos ocultos” para “aumentar eficácia” do consumo energético do país.

Economia de energia deve ser de 10% em dois anos, de acordo com o governo francês. (Créditos: Sam Tarling/Getty Images)

O Diário Oficial do governo da França veio nesta quinta-feira (6) com uma série de novas medidas para economizar 40% no consumo de energia até 2050.

Publicidade

Com mais de 50 páginas, o documento com propostas busca cortar “custos ocultos” de energia na França. Algumas medidas que foram listadas são o desligamento de anúncios luminosos durante a madrugada e novos incentivos ao teletrabalho.

Em relação ao transporte, os funcionários públicos franceses terão que limitar sua velocidade a 110km/h nas rodovias. Trabalhadores que oferecem caronas para colegas também receberão bônus.

Os edifícios administrativos do governo francês não vão escapar das mudanças, pois o novo plano prevê o corte do bombeamento de água aquecida para estas instalações, exceto para as que tem chuveiros.

A França está, assim como os outros países da União Europeia, na corrida para concretizar o plano de se tornar uma economia carbono neutra até 2050, o que tem se revelado um grande desafio levando em conta o consumo de energia do país.

Publicidade

O investimento em energias limpas também tem se intensificado como reflexo da guerra na Ucrânia, que levou ao corte do fornecimento de gás russo para a França e iniciou uma busca por novas alternativas energéticas.