diminuição das tensões

Fronteira entre Venezuela e Colômbia reabre ao comércio

Segundo a rede de notícias Al Jazeera, a reabertura fará com que mercadorias como carvão, papel higiênico e frutas sejam transportadas através da cidade colombiana de Cúcuta e o estado venezuelano de Táchira.

fronteira-entre-venezuela-e-colombia-reabre-ao-comercio
Nicolás Maduro (esq.) e Iván Duque (dir.) (Créditos: Carolina Cabral e Guillermo Legaria/Getty Images)

Colômbia e Venezuela devem reabrir suas passagens fronteiriças para o transporte de carga. Os países, que compartilham uma aérea fronteiriça de 2.219 quilômetros, romperam relações em 2019. As informações são da rede de notícias Al Jazeera.

Publicidade

A reabertura – que fará com que mercadorias como carvão, papel higiênico e frutas sejam transportadas através de cruzamentos entre a cidade colombiana de Cúcuta e o estado venezuelano de Táchira – foi uma promessa chave de campanha do novo presidente da Colômbia, Gustavo Petro.

A reabertura, por enquanto, será parcial. A ideia é retomar tanto o trânsito de pessoas quanto o comércio bilateral.

Relações estremecidas

Nicolás Maduro, líder da Venezuela, rompeu com a Colômbia em fevereiro de 2019 por causa de divergências com o então presidente Iván Duque. O colombiano foi um dos primeiros líderes mundiais a reconhecer o governo de Juan Guaidó. O líder da oposição venezuelana se autoproclamou presidente interino da Venezuela em janeiro de 2019, na tentativa de destituir Maduro.

Entretanto, em 29 agosto de 2022, os países retomaram o diálogo. O embaixador da Colômbia, Armando Benedetti, apresentou-se formalmente ao ministro das Relações Exteriores venezuelano, Carlos Farías. Depois, encontrou-se com Maduro.

Publicidade

Publicidade

 

 

Publicidade