Itália estuda levar embaixada de volta para kiev após saída das tropas da Rússia

A Itália transferiu sua embaixada do país para Lviv, no extremo ocidental da Ucrânia, assim como outros países fizeram, logo depois do início da guerra

italia-estuda-levar-embaixada-de-volta-para-kiev-apos-saida-das-tropas-da-russia
As forças ucranianas já retomaram completamente o controle da região de Kiev (Créditos: Antonio Masiello/Getty Images)

Após as forças da Rússia serem retiradas das proximidades de Kiev, a Itália estuda levar a embaixada do país na Ucrânia de volta para a capital. Luigi Di Maio, ministro das Relações Exteriores foi quem fez o anúncio, durante uma reunião ministerial da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) em Bruxelas, na Bélgica. “Isso pressupõe análises de segurança no local, o que já estamos fazendo, e uma coordenação com todos os nossos aliados”, disse.

Publicidade

A Itália transferiu sua embaixada do país para Lviv, no extremo ocidental da Ucrânia, assim como outros países fizeram, logo depois do início da guerra, mas agora, as forças ucranianas já retomaram completamente o controle da região de Kiev.

Oficialmente, a Rússia diz que pretende se concentrar na “liberação” do Donbass, região oriental onde ficam os territórios separatistas de Donetsk e Lugansk, e que os ataques em outras partes da Ucrânia tinham como objetivo minar a capacidade militar do país. “Devolver o embaixador Pier Francesco Zazo a Kiev seria um grande sinal que nos permitiria estar ainda mais próximos das instituições e do povo ucraniano”, acrescentou Di Maio.

“países europeos han russos determinadosr a funcionarios rusos, debido a la intervención rusa en Ucrania. Entre os países que han anunciado esta medida se encuentran Dinamarca , Italia , Suecia, España , Alemania y Francia .”