Jornalista americano é morto na Ucrânia

Ele tinha 51 anos e era um cronista de guerra experiente, vencedor de vários prêmios e colaborador até 2015 do New York Times. As autoridades ucranianas acusam as forças russas de terem atirado contra o veículo em que Renaud viajava

Jornalista americano é morto na Ucrânia
Brent Renaud (Crédito: Reprodução/ Redes sociais)

O jornalista norte-americano Brent Renaud, 51, foi morto neste domingo (13), nos arredores da cidade de Irpin, na Ucrânia. Ele viajava de carro nos arredores da capital ucraniana.

Publicidade

Junto com Renaud, estava outro repórter que ficou ferido quando ambos foram atingidos pelas balas que ainda não podem ser confirmadas de onde vieram, embora as autoridades ucranianas acusem as forças russas do crime.

Conforme indicado, Renaud foi colaborador do The New York Times até 2015 e trabalhou em vários meios de comunicação americanos, inclusive como repórter sobre outros conflitos de guerra, como Afeganistão e Iraque, ou as crises no Haiti, e foi considerado um documentarista de renome mundial.

“Infelizmente, o carro em que viajavam foi baleado”, confirmou Danylo Shapovalov, médico voluntário da defesa territorial da Ucrânia que atendeu as vítimas, à agência AFP.

Publicidade

A morte de Renaud foi informada pela polícia ucraniana neste domingo, e os documentos do repórter americano foram exibidos nas redes sociais.

*Texto publicado originalmente no site Perfil Argentina.

Publicidade