Tensão

OTAN aumenta número de tropas em prontidão no leste europeu

Após o início do conflito entre Rússia e Ucrânia, os aliados da aliança militar vêm aumentando o número de tropas presentes próximas às fronteiras russas.

OTAN aumenta número de tropas em prontidão no leste europeu
A OTAN vem fornecendo armamentos e reforços para a Ucrânia desde o início do conflito (Crédito: Sean Gallup/Getty Images)

Nesta quarta-feira (29), a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) decidiu aumentar as tropas em prontidão no leste europeu. Em resposta à ameaça que a Rússia representa para a aliança militar, mais de 300 mil soldados serão posicionados em alta prontidão a partir de 2023.

Publicidade

Em entrevista, o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, afirmou que a medida substituirá a antiga Força de Resposta da OTAN, que respondia por qualquer crise na região. Com a mudança, o novo modelo será semelhante ao adotado pelas forças da OTAN durante a Guerra Fria.

“Hoje, os líderes da OTAN decidiram uma mudança fundamental em nossa defesa e dissuasão para responder a uma nova realidade de segurança. Aprimoraremos nossos grupos de batalha na parte leste da aliança até o nível de brigada. Transformaremos a Força de Resposta da OTAN e aumentaremos o número de forças de alta prontidão para mais de 300 mil. Esta é a primeira vez desde a Guerra Fria que temos esse tipo de plano com forças pré-atribuídas”, disse o secretário-geral.

Após o início do conflito entre Rússia e Ucrânia, os aliados da aliança militar vêm aumentando o número de tropas presentes próximas às fronteiras russas, no leste europeu.

Publicidade