Polônia pede para países da Otan enviarem jatos para Ucrânia

A Polônia havia sugerido a Washington de levar seus jatos MIG-29 para uma base aérea dos Estados Unidos, mas eles recusaram a proposta

polonia-pede-para-paises-da-otan-enviar-jatos-para-ucrania
O MIG-29, que seria enviado pela Polônia é um jato de combate que foi desenvolvido na União Soviética (Crédito: Sean Gallup/Getty Images)

Polônia cobra uma ação dos países membros da Otan para que enviem junto, jatos para a Ucrânia. Nesta quarta-feira (9), autoridades polonesas disseram que o fornecimento de caças devem ser feito através da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Publicidade

A Polônia havia sugerido a Washington de levar seus jatos MIG-29 para uma base aérea dos Estados Unidos e assim serem fornecidos a Kiev, mas eles recusaram a proposta. Na terça-feira (7), foi o dia em que a Polônia estava com seus jatos à disposição, mas o Pentágono rejeitou a oferta.

Jakub Kumoch, assessor de relações exteriores do presidente polonês, disse à emissora pública TVP Info “Os EUA não querem que esses aviões cheguem à Ucrânia de bases americanas. A Polônia está pronta para agir, mas apenas no âmbito da aliança, no âmbito da Otan”.

O presidente Volodymir Zelensky pede ajuda aos países do ocidente como, por exemplo, em questão de zona de exclusão aérea sobre a Ucrânia. Mas, acontece que os Estados Unidos e seus aliados da Otan não cedem a este pedido, pois acreditam que possam entrar em conflito direto com Moscou. O Ministério da Defesa da Rússia, já avisou que países que enviarem aviões à Ucrânia podem ser considerados como conflito à Rússia.

O MIG-29, que seria enviado pela Polônia é um jato de combate que foi desenvolvido na União Soviética e uma das melhores opções para os militares russos pilotarem, visto que já pilotam aeronaves fabricadas na Rússia.

Publicidade

Conflito Rússia e Ucrânia

No dia 24 e fevereiro, o governo russo invadiu à Ucrânia e bombardeou regiões do país. Após várias ameaças Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Alguns dos motivos pelo qual esta invasão aconteceu é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.

O presidente Andrzej Duda, compartilhou em suas redes “De acordo com o presidente Volodymir Zelensky, os russos não têm potencial para ataque frontal agora. Em vez disso, eles aterrorizam os civis bombardeando impiedosamente vilarejos e cidades. A crueldade russa só fortalece a vontade de lutar e a determinação dos Defensores. Apoie a Ucrânia.”

Publicidade