Desbloqueio dos portos

Primeiro navio ucraniano com grãos deixa porto de Odessa desde a invasão russa

A embarcação, carregada com 26 mil toneladas, irá passar por uma inspeção na Turquia antes de chegar ao destino final.

Primeiro navio ucraniano com grãos deixa porto de Odessa desde a invasão russa
Navio ucraniano deixando o porto de Odessa após cinco meses da invasão russa no país (Crédito: Reprodução/ Redes Sociais)

Na manhã desta segunda-feira (01), o primeiro navio ucraniano de transporte de grãos, após cinco meses de guerra com a Rússia, saiu do porto de Odessa, no sul da Ucrânia. A embarcação está carregada com 26 mil toneladas de milho ucraniano, segundo o ministro da Infraestrutura do país, Oleksandr Kubrakov

Publicidade

De acordo com Kubrakov, o navio saiu do território ucraniano às 9h30 do horário local, quase 3h30 no Brasil, e irá passar por uma inspeção em Istambul, na Turquia. O destino final da embarcação é o porto de Trípoli, no Líbano, onde os grãos serão descarregados. Outros 16 navios estão esperando para deixar o porto de Odessa.

O desbloqueio dos portos ucranianos aconteceu após um acordo assinado pela Rússia e Ucrânia em 22 de julho para exportação de grãos, e foi considerado essencial para garantir a segurança alimentar global. A Ucrânia é o 4º maior exportador de milho no mundo, ficando atrás dos Estados Unidos, Argentina e Brasil. 

O secretário-geral da ONU, António Guterres, disse durante a reunião de acordo que a negociação visa ajudar o mundo que estava prestes a encarar uma crise alimentar. “E que não haja dúvidas – este é um acordo para o mundo. Trará alívio para os países em desenvolvimento à beira da falência e as pessoas mais vulneráveis à beira da fome, e ajudará a estabilizar os preços globais dos alimentos”, afirmou ele

 





Publicidade